CHIANG MAI, THAILAND – TRAVEL GUIDE

Chiang Mai, located on the northern Thailand, was the capital of the Lanna Kingdom until 1558. It’s home to religious temples, silence retreats, great food, elephants sanctuaries, coffee shops, and is one of the cities where backpackers, bloggers, and youtubers set themselves.
There are numerous activities to do in Chiang Mai and surroundings (Chiang Rai or Laos). We stayed 2 full days and 2 half-days in Chiang Mai. We opted to spend most of our time exploring the city, with a trip to the Elephant Nature Park. The rest of our time we just relaxed in the hotel’s pool and took some well deserved thai massages.
Below is my guide to fulfill your days in Chiang Mai: 🙂

Chiang Mai, localizada no norte da Tailândia, foi a capital do Reino Lanna até 1558. É a casa de templos religiosos, retiros de silêncio, boa comida, santuários de elefantes, cafés; e é uma das cidades onde mochileiros, bloggers e youtubers se estabelecem.
Existem inúmeras atividades para fazer em Chiang Mai e em torno dela (Chiang Rai ou Laos). Ficamos 2 dias completos e 2 meios-dias em Chiang Mai. Optamos por passar a maior parte do nosso tempo a explorar a cidade, com uma viagem ao “Elephant Nature Park” (Parque Natural do Elefante). O resto do nosso tempo foi passado a relaxar na piscina do hotel e a receber massagens tailandesas.
Segue-se o meu guia para os seus dias em Chiang Mai: 🙂

WHEN TO GO

The best time to visit Chiang Mai is between November and mid-February, when the weather is cooler and tolerable.
Avoid the burning season, from mid-February to late April. It’s the hot, dry season with terrible air-pollution.
The rainy season is between May and October, with July, August and September being the peak months.
I had to visit Chiang Mai mid-June, and we caught some tropical rain and the massive amounts of blood-seeking mosquitoes.

*(check Bangkok post for more info about precations when travelling to Thailand).

QUANDO IR

A melhor altura para visitar a cidade é entre Novembro e meados de Fevereiro, quando o tempo é fresco com temperaturas agradáveis.
Evite a altura das queimadas, de meio de Fevereiro a fim de Abril. É uma altura quente, seca, com elevada poluição atmosférica.
A altura das chuvas é entre Maio e Outubro, sendo Julho, Agosto e Setembro os meses de pico.
Visitei Chiang Mai em meados de Junho, e ainda apanhei umas chuvas tropicais, e com elas vieram os indesejáveis mosquitos.

*(verifique o meu post sobre Bangkok para obter mais informações acerca das precauções necessárias para a sua viagem à Tailândia).

TRANSPORTATION

Flights
We arrived in Chiang Mai at noon, coming from Bangkok.
The flight takes around one hour. We used “Thai Airlines” for all the flights we made in/to/from Thailand. I highly recommend them. They have a good service with a nice selection of entertainment on board and they offered the best food I ever ate in a plane (on economy class).

Táxi, Tuk Tuk, Songtaews
We used táxis from/to the airport. When you arrive at the airport, visit one of the airport táxi counters located there to request a táxi. You will pay them, and they will take you to the driver.
In Chiang Mai, they use Songtaews more than Tuk Tuks. Songtaew is a red van with an open door that you can share with others passangers. This van can reach outside areas of the city, can take more people, and it’s faster than their tuk tuks competitors. The price is fixed as a function of the drop-off location, and the driver usually follows a route, stopping at various places to take in or drop-off passengers.

TRANSPORTE

Voos
Chegamos a Chiang Mai, ao meio-dia, desde Bangkok.
O voo tem a duração de, aproximadamente, uma hora. Usamos a companhia aérea “Thai Airlines” para os voos para/da Tailândia e internos. Recomendo a 100% esta companhia. Têm um bom serviço, com uma seleção variada de entretenimento a bordo e oferecem a melhor comida que alguma vez comi dentro de um avião (na classe económica).

Táxi, Tuk Tuk, Songtaews
Utilizamos táxis de/para o aeroporto. Quando chegar ao aeroporto, visite um dos balcão de táxis do aeroporto, e peça por um táxi. Pagará a sua viagem naquele momento e será encaminhado para o condutor.
Em Chiang Mai, mais do que Tuk Tuk usa-se Songtaews. Songtaew é uma carrinha vermelha com uma porta aberta partilhada por várias pessoas. Esta carrinha consegue aceder fora do perímetro da cidade, é mais rápida e pode levar mais pessoas que os Tuk Tuk. O condutor vai parando em vários locais e fixa um preço em função do local que pretende sair.

TEMPLES

Chiang Mai has inumerous buddhist temples, most of them dated from the Lanna era. Below are some of the best sites we visited.

TEMPLOS

Chiang Mai tem inúmeros templos budistas, a maior parte deles da época Lanna. Segue-se alguns dos que visitamos e que consideramos serem os mais interessantes.

Wat Phra That Doi Suthep

Wat Phra That Doi Suthep is one of the holiest Buddhist sites in Thailand, and is a major pilgrimage destination. It’s located in the Doi Suthep National Park. It dates back to the 14th century, and the best way to reach it is by Songtaew.

Wat Phra That Doi Suthep é um dos templos budistas mais sagrados da Tailândia, e um dos maiores destinos de peregrinação. Está localizado no Parque Nacional Doi Suthep.
O templo remonta ao século XIV e a melhor forma de lá chegar é por Songtaew.

Wat Chedi Luang

Located inside the walls of the old city of Chiang Mai, Wat Chedi Luang dates from the XV century. It was the tallest building constructed during the Lanna Kingdon.
In the XVI century, the upper structure collapsed after an earthquake and the Esmerald Buddha, placed there one century before, was moved to Luang Prabang, in Laos. Later in the 1990s, the Stupa was reconstructed, financed by the Japanese Government and UNESCO. In 1995, a copy of the Esmerald Buddha was placed on the reconstructed niche.

Wat Chedi Luang

Localizado na parte antiga de Chiang Mai, dentro das suas muralhas, Wat Chedi Luang data do século XV. Foi o maior edifício construído no reino Lanna.
No século XVI a estrutura superior colapsou após um terremoto. O Buda Esmeralda que se tinha alocado lá um século antes, foi movido para Luang Prabang, Laos.
Mais tarde nos anos 90, a Stupa foi reconstruída, financiada pelo Governo Japonês e pela UNESCO. Em 1995, uma cópia do Buda Esmeralda foi colocada no nicho reconstruído.

Wat Sri Suphan

Also known as The Silver Temple (for being fully covered in silver), Wat Sri Suphan was built around 1500 AD.
Unfortunately, women can’t enter inside this temple.
Every week, on Tuesdays, Thursdays, and Saturdays you can have monk chat sessions and meditation.

Wat Sri Suphan

Também conhecido como o Templo de Prata, por ser totalmente coberto por prata, Wat Sri Suphan foi construído nos anos 1500.
As mulheres não podem entrar dentro deste templo.
Às terças, quintas e aos sábados, existe sessões de conversas com monges e meditação.

Wat Phra Singh

Located inside the old city, Wat Phra Singh means “the temple of the lion buddha”. The complex houses 3 main structures, dated from the 15th century.

Wat Phra Singh

Localizado na cidade antiga, o Wat Phra Singh significa “o templo do buda leão”. O complexo compreende 3 estruturas principais que datam do século XIV.

BANGKOK IN ONE DAY

Chaos, noise, dust, coconuts, curry, temples, monks and smiles make Bangkok an epic destination.
My husband and I visited Bangkok during our trip to Thailand. We allocated one day (two nights) to Bangkok and, luckily, we managed to visit all we had scheduled.

Caos, barulho, pó, cocos, curry, templos, monges e sorrisos fazem de Banguecoque um destino épico. Eu e o meu marido decidimos visitar Banguecoque num dia (duas noites) durante a nossa viagem à Tailândia.

WEATHER and PRECAUTION
Bangkok has a tropical monsoon climate, it is incredible hot and humid throughout the year around. The hot season is from March to June, the rainy season is from July to October and the cool season occurs between November to February. With high temperature ranges from 33ºC to 36ºC and low temperatures between 23ºC-27ºC (and high humidity!).
Beware of that! Drink a lot of water, use light clothes and a hat, avoid sun-exposure during the hottest daytime hours, apply mosquitoes repelente and reapply it from 3 in 3 hours before your sunscreen (don’t forget the sunscreen!).
Before travelling to Thailand, get some vaccines like Hepatitis A, Typhoid and Hepatitis B (in case you don’t have it). Japanese Encephalitis and Rabies vaccines, and Malaria pills, may also be needed, in function your travel plans, check with your doctor.

TEMPO e PRECAUÇÕES
Banguecoque tem um clima tropical com monções, é incrivelmente quente e húmido durante todo o ano. A estação quente é de março a junho, a estação chuvosa é de julho a outubro e a estação fria ocorre entre novembro e fevereiro. Com altas temperaturas entre 33ºC-36ºC e baixas temperaturas entre 23ºC-27ºC (e muita humidade!).
Tenha cuidado! Beba muita água, use roupas leves e boné, não saia nas horas mais quentes do dia, use repelente de mosquitos e reaplique de 3 em 3 horas antes do protetor solar (não se esqueça do protetor solar!).
Antes de viajar para a Tailândia, tome algumas vacinas como a Hepatite A, a Febre Tifóide e a Hepatite B (no caso de ainda não estar imune). As vacinas contra a Encefalite Japonesa e a Raiva, bem como os comprimidos contra a malária, também podem ser necessários, dependendo do seu itinerário. Marque uma consulta do viajante.

HOTEL
We booked 2 night at the Eastin Grand Sathorn hotel. Our choice was made mainly because of its location and the direct connection to the BKS Skytrain (the Bangkok’s train system). Of course, the infinite pool and the amazing views of Bangkok also contributed to the global score.
The room was clean, soundproof, spacious and the bed was confortable.
The pool was cool, like we tough it would be, and the pool bar serves savory juices.
For me, the downside of our stay was the breakfast. The buffet space is enormous like a cantina or an all-included hotel. The food did not have the best quality, clearly missing the fresh Thai fruits. The Asian dishes were just OK.

HOTEL
Reservamos 2 noite no Eastin Grand Sathorn hotel. A nossa escolha foi feita, principalmente, pela sua localização e a conexão direta ao BKS Skytrain (sistema de comboio de Banguecoque). Claro, que a piscina infinita e as incríveis vistas de Banguecoque também contribuíram para a pontuação global.
O quarto estava limpo, possuía um bom isolamento sonoro, era espaçoso e tinha una cama super confortável.
A piscina é incrível, tal como imaginávamos que seria, e o bar da piscina serve bebidas deliciosas.
Para mim, o lado negativo da estadia foi o pequeno-almoço. O espaço do buffet é enorme, como um cantina ou um hotel com tudo incluído. A qualidade da comida não era a melhor, havia falta de frutas tropicais Tailandesas e os pratos asiáticos não estavam no ponto.


TEMPLES
In the Buddhist temples, it is mandatory to cover your knees. Don’t use shorts, skirts, clothing that is too fit to your body. Also, you are strongly encouraged to use a blouse/shirt or dress that does not show your cleavage. When going inside the temples, please take off your shoes.

We started our day heading to the stunning Grand Palace complex , to visit the most renown Buddhist temple of Thailand, the Wat Phra Kaew (Temple of Emerald Buddha).

TEMPLOS
Nos templos budistas é obrigatório cobrir os joelhos. Não use calções, saias curtas e roupa justa. Evite usar uma blusa, t-shirt, ou vestido que mostre a clivagem. Ao entrar nos templos, descalce-se.

Começamos o nosso dia no complexo do Grande Palácio, e visitamos o templo mais sagrado da Tailânidia, o Wat Phra Kaew (Templo do Buda de Esmeralda).

Continue reading “BANGKOK IN ONE DAY”

JEJU (제주도) – EAST SIDE

After a brief introduction here, on today’s post I will detail the one-day long East side tour of Jeju (9 AM to 5 PM). I decided to join  The Yeha bus tour, which does the East side itinerary on Tuesday, Thursday, and Saturday.  The tour includes some services, such as pick-up, drop-off, lunch, admission fees to the places to be visited, and an English or Chinese guide.
You can follow this route even if you are not in the mood to go in a bus tour. You can just rent a car and personalize your own circuit.
Take a look at my trip!
Depois de uma breve introdução aqui, no post de hoje partilho um itinerário de um dia  (9.00 às 17.00 horas) da zona Este de Jeju. Decidi juntar-me a uma excursão,  The Yeha bus tour, a qual faz este itinerário todas as terças, quintas e sábados.  A viagem inclui  alguns serviços, como almoço, entradas nos locais a visitar, guias Ingleses e Chineses.
Poderá seguir esta ruta se não estiver com vontade de se integrar numa excursão. Alugue um carro e personalize o seu circuito.
Ora atente!

 

1- Horseback Riding

After picking me up at the Ramada Plaza Jeju Hotel at 9 AM, the tour started with a stop for a horseback riding.
During the thirteenth century, Jeju was ruled by the Mongols, who brought about 160 of their own short, stocky horses to the island. These horses were bred with the native horses resulting in the Jeju horse of today.
I’m not a huge fan of horseback riding, so I felt this 1st stop to be of little interest.
Às 9.00 horas saía do Ramada Plaza Jeju Hotel e a viagem começava com uma primeira paragem  para um passeio de cavalo.
Durante o século XIII, Jeju foi governado pelos Mongóis, que trouxeram cerca de 160 dos seus cavalos para a ilha. Estes cavalos foram criados com os cavalos nativos resultando no cavalo Jeju de hoje.
Esta primeira paragem achei um pouco desinteressante.


2- Seongeup Folk Village

The following stop was at Seongeup Folk Village.
The Seongeup Folk Village shows the unique ancestry of Jeju Island. The traditional black lava rock-walled and thatched-roofed houses, the straight alleys to block the wind, the Hareubang, a Confucian school, and a 1000-year-old zelkova tree. The local black pigs and tongsi (pigsty) are characteristic of Jeju folk culture. The Jeju black pork is considered to be very nutritious.
A seguinte paragem foi na Aldeia Seongeup. A Seongeup mostra a ascendência única da Ilha de Jeju. As tradicionais casas de lava preta com paredes de rocha e telhados de palha, as ruas diretas para bloquear o vento, o Hareubang, uma escola confucionista e uma árvore zelkova de 1000 anos de idade. Os porcos pretos locais e o tongsi (pocilga) são característicos da cultura popular de Jeju. O porco preto Jeju é considerado muito nutritivo.


3- Lunch time

At lunch time there were two options: Jeju black pork or a vegan bibimbap.
Bibimbaps are usually a safe bet, and I like them or without meat on them. But vegetarian dishes sometimes don’t have enough protein for a full afternoon of long excursions. In the end I chose black pork. And didn’t like it. It was cooked in a Chinese way, with too much sweet sauce and little Korean pepper. I would say they adjusted the recipe to the overwhelming majority of Chinese tourists.
Para almoçar é possível escolher entre duas opções: porco preto de Jeju ou um  bibimbap vegano. Bibimbaps geralmente são uma aposta segura, e eu gosto deles com ou sem carne. Mas os pratos vegetarianos às vezes não possuem proteína suficiente para uma tarde completa de longas excursões. No final, optei pela carne de porco preto. E não gostei. Foi cozinhado com molho doce e sem qualquer pimenta coreana. Eu diria que eles ajustam a receita porque a maioria esmagadora dos turistas são Chineses.


4- Haenyeo

Jeju Haenyeo divers were designated as Intangible Cultural Heritage of Humanity by Unesco in 2016. Haenyeo means sea women. In Jeju, diving is a female-dominated century-old industry.  Without any breathing equipment, and with weights strapped around their waists to help them sink faster, they dip into the sea to catch abalones, octopuses, and other species.
I had the chance to see the pre-diving ritual show and getting into the water. This happens at Seongsan Ilchulbong, during the beginning of the afternoon.
As mergulhadores de Jeju, Haenyeo, foram designadas Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Unesco em 2016. Haenyeo significa mulher do mar. Em Jeju, o mergulho é uma industria centenária dominada por mulheres. Sem nenhum equipamento de respiração, e com pesos amarrados em torno da sua cintura, elas mergulham no mar para apanhar abalones, polvos e outras espécies marítimas.
Tive a oportunidade de ver o ritual pré-mergulho e o mergulho. Isto acontece no Seongsan Ilchulbong, no início da tarde .


5- Seongsan Ilchulbong

Also known as ‘Sunrise Peak’, it is the result of an hydrovolcanic eruption 100.000 years ago. The crater is about 600m in diameter and 90m high.  It is a Unesco World Heritage Site. It is quite impressive!
It requires some hiking to reach to the top,  taking around 20 minutes. Fortunately it has some steps that make it all much easier.
Even for those who can’t hike, or are tired, there’s interesting options, namely to stay at the base and watch the Haenyeo or go for a quick boat tour.
Também conhecido como ‘Sunrise Peak’, o pico do nascer do sol, é o resultado de uma erupção hidrovolcánica há 100.000 anos atrás. A cratera tem 600 metros de diâmetro e 90 metros de altura. É Patrimônio Mundial da Unesco. É deveras impressionante!
Requer uma caminhada de 20 minutos para atingir o topo. Felizmente, tem escadas o que facilita o processo.
Para aqueles que não estão dispostos a caminhar ou estão cansados, podem ficar na base e ver o regresso das  Haenyeo ou fazer um curta viagem de barco.


6- Jongdalri Shore 

While on the tour, the bus passed through the Jongdalri Shore road, and it was possible for us to see a beautiful beach with crystal-clear sea water. Unfortunately the tour didn’t stop there.
Durante a viagem, o autocarro passa pela estrada Jongdalri Shore e é possível admirar um bela praia com uma água cristalina. Infelizmente, o autocarro não pára aqui.

 

7- Manjanggul Cave

The last stop was at the Manjanggul Cave, another Unesco World Heritage Site.
It is one of the finest lava tunnels in the world. Formed 200.000-300.000 years ago, the tunnel remains remarkably well-preserved with some varieties of structures inside, such as lava stalagmites, stalactites, and the world’s largest lava column standing 7.6 m tall. The surface of the lava tunnels absorbs so much light that even with strong illumination it was barely visible any contour of the tunnel system.
Although it seemed endless, we only had access to 1 km of the ~13 km of the Manjanggul Cave. The rest of the tunnel system is not open to tourists.
A última paragem foi na Cave Manjanggul, outro Patrimônio Munidal da Unesco.
É um dos melhores túneis de lava do mundo. Formado há 200.000-300.000 anos atrás, o túnel mantém-se bem conservado com alguma variedade de estruturas, tal como estalagmites de lava, estalactites e a maior coluna de lava do mundo com 7,6 metros de altura.
A superfície dos túneis de lava absorve tanta luz que, mesmo com iluminação forte, mal se vê.
Embora pareça interminável, só 1km é que está aberto ao público, dos ~ 13 km da caverna de Manjanggul.

 

Carina visited Jeju Island, South Korea, in December 2017 and this is just her opinion.
Carina visitou a Ilha de Jeju, Coreia do Sul, em Dezembro de 2017, e esta é, apenas, a sua opinião.